Ed Fogaça
5jul/160

80/81 – Pat Metheny

disco 7 80 81

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Disco gravado em Oslo(Noruega)em 1980.Diria que esse disco é “docemente agressivo”, com grandes improvisos, muitos “climas” da base ( guitarra+baixo+bateria ), com temas aparentemente simples, como “Folks Songs”, onde o trabalho dos solos juntamente com as dinâmicas da base criam uma atmosfera chegando próximo ao “Free Jazz”, inclusive tocam um tema de Ornette Coleman (saxofonista do free jazz), chamado “Turn Around”, entre outras composições com intervenções melódicas e harmônicas de Pat Metheny (Guitarra) e rítmicas de Jack Dejohnette e com uma linha à vontade do contrabaixo de Charlie Haden.

Dois grandes saxofonistas participam desse disco, o primeiro é o tenorista Dewey Redman, conhecido pelas suas performances no free jazz ao lado de Ornette Coleman e também pai do saxofonista Joshua Redman. O segundo dispensa qualquer apresentação, Michael Brecker traz sua técnica e virtuosismo para esse disco, com efeitos no saxofone e belos solos.

Esse disco deixa claro a fluência e a liberdade de expressão em todas as faixas por parte de todos os músicos, principalmente na faixa “Open”, onde a composição foi elaborada por todos integrantes. Apesar ser um disco do guitarrista Pat Metheny, é um disco que todos que gostam e estudam improvisação devem ouvir. É uma aula sobre climas e desenvolvimento de improvisos. Por isso, se você gosta de Jazz, grandes improvisos, grandes performances... esse é um disco que não deve deixar de ouvir.

ED FOGAÇA

Comentários (0) vínculos (0)

Sem comentários


Deixe teu comentário

não tem vínculos.